HQs

[Review] O Mal que Espreita a Humanidade, conheça “Outcast”

1

Nos últimos anos, Robert Kirkman atraiu os holofotes do mundo nerd ao criar o quadrinho “The Walking Dead” (sucesso ainda maior pelo estouro da série de TV), criando uma legião de fãs atenta a qualquer produto com o nome do escritor. Não foi nenhum mistério o sucesso de Outcast, lançada em 2014, ao conseguir um número positivo de vendas e atraindo um público grande para o drama sombrio que vos apresentaremos agora.

Kyle Barnes é um homem em pedaços, perseguido por traumas e pecados da época que sua mãe foi possuída por um demônio. Com o passar dos anos, já adulto, o seu ceticismo o leva a crer cada vez mais que o que aconteceu com ele era apenas um reflexo da verdadeira natureza humana, nada ligado a um mal sobrenatural. Porém, ao retornar para a cidade de sua infância, ele esbarra no caso de um garotinho de 10 anos chamado Joshua, uma criança possuída por um demônio. O reverendo Anderson pede ajuda para Barnes nesse caso, mas como ajudar? Barnes acha que é só mais uma vítima de algo inexplicável e doentio, não é um salvador com um poder de exorcizar demônios. Ou será que possui esse poder?

Outcast-001-008

Diferente dos zumbis famintos de “The Walking Dead” (citada como TWD daqui em diante) aqui são demônios, em uma narrativa sútil ao explorar a condição humana em face do horror desconhecido e quase imparável. Os personagens são envoltos em seus próprios dilemas do certo e errado, confusos em um mundo de hostilidade, abrindo espaço para os demônios se aproximarem. Se uma pequena rachadura em um vidro pode vir a estilhaça-lo o que dizer de uma rachadura na fé de uma pessoa? Se TWD procura mostrar pessoas desesperadas agindo em um mundo que desaba. Outcast mostra a violência e as marcas deixadas nas almas das pessoas.

A imersão causada pela narrativa de Kirkman é assombrosa, o horror ao desconhecido ganha uma proporção intrigante, existe a impressão de que tudo aquilo pode acontecer na casa vizinha a sua, com um mal oculto e preparado para atacar. O argumento mais “pé no chão” se diferencia de histórias “fantasiosas” sobre demônios vistos em outros quadrinhos ou outras mídias. Kyle é um herói “sobrenatural” incomodado e uma vítima brutal da violência infantil. Sua mãe estava possuída de fato, mas para ele não passava de uma doença perigosa, que destruía seu coração a cada dia que via a pessoa mais gentil de sua vida se tornar um monstro.

Outcast-001-025

A arte de Paul Azaceta é um espetáculo a cada quadro, usando traços grossos e limpos com uma excelente utilização das sombras. As ilustrações são coloridas e harmônicas, ajudando no processo de leitura da obra. A cada quadro, a cada olhar de personagem e a cada paisagem, o fator medo está presente, é realmente plausível como o desenhista consegue expressar sua visão do nosso mundo de uma maneira tão sombria. É arrepiante olhar para o garotinho Joshua, por exemplo, e ver aquele rosto inocente retorcido em um sorriso doentio.

A jornada de Kyle Barnes é misteriosa e desperta a curiosidade do leitor, pois igualmente ao personagem nós não temos ideia do que está acontecendo e do porquê está acontecendo, mas queremos descobrir quais caminhos Barnes irá tomar e o quanto isso poderá ser sua redenção espiritual ou sua ruina. Descobrimos que demônios estão entre nós, destruindo vidas e lares em todo o mundo. O mundo de Outcast é um espetáculo aterrador onde as pessoas são fantoches comandadas pelo verdadeiro mal que espreita nos bastidores. Todo mundo tem seus demônios, mas aqui eles são reais.

Outcast-001-039

Outcast é publicada pela Image Comics desde junho de 2014, com 18 edições lançadas até o momento. Assim como TWD, Outcast virou série, estreando nos EUA no dia 03 de junho de 2016 no canal Cinemax e sendo exibida nos demais países pelos canais da FOX. A série conta Robert Kirkman como um dos produtores e já teve renovação para uma segunda temporada. Todo o clima denso dos quadrinhos pode ser vivenciado na série de uma forma mais real ainda. Quem sabe com a popularização da série o quadrinho não ganhe uma chance de publicação aqui no Brasil, mas enquanto esse sonho não chega você pode adquirir as edições americanas aqui. Abaixo uma noção do que o aguarda na série de TV:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s